Tudo o que seja ao vivo

O acordar do monstro adormecido

Olá, compinchas! Sim, admito: sou um bloguista desnaturado. Mas talvez quem viva de escrever todos os dias perceba o quanto um blog é uma ideia melhor em teoria do que na prática, para quem escreve por profissão quotidiana. Eu estou sempre a escrever – escrevo duas edições diárias d’ O Homem Que Mordeu o Cão, para… Continuar a ler