O Fantasma do Desastre Passado

Este texto foi uma das entradas preferidas de muita gente do velho blog que mantive há uns anos, o Há Vida em Markl. É uma das minhas narrativas de desastre, provando, uma vez mais, que os azares me acontecem de uma forma incrivelmente refinada, quase estruturada; nunca são coisas muito graves, mas são acasos massacrantes… Continuar a ler