Coisas dos 45 anos

Talvez seja uma coisa dos (quase) 45 anos. Mas ando com uma sede tremenda de fazer coisas diferentes e por vezes absolutamente bizarras no meu trabalho. Digo que é da idade – com tudo o que isso implica de receios de perda de graça, de imaginação, de relevância – mas provavelmente terá a ver também com… Continuar a ler

“Politicamente incorrecto”

Todos os dias – TODOS os dias, tenho momentos em que questiono a relevância do meu trabalho. Estes momentos podem acontecer nos mais variados locais – podem acontecer segundos antes de abrir o meu microfone na rádio; segundos depois de o fechar. Podem acontecer quanto estou no banho. Ou sentado na sanita. Ou a conduzir…. Continuar a ler

A zona de desconforto

Em 1983, no clássico filme O Sentido da Vida, os Monty Python apresentavam um interlúdio animado, criado por Terry Gilliam, que me fez chorar a rir pelo inesperado que era. Inesperado até mesmo depois de percebermos qual é a ideia. É simples e brilhante: Sim, é humor negro. Sobre suicídio. A morte é alvo de várias piadas… Continuar a ler

As cores do humor

Eu não sei bem de que cor é o meu humor. Sei lá – se quiserem, chamem-lhe humor fúchsia. Mas tendo já praticado humor de várias cores – inclusivamente o negro; em 20 anos disto passa-se por todas as cores do pantone – gostaria de partilhar coisas que aprendi. Algumas doem como o raio, mas fazem… Continuar a ler

Como enfrentar um ladrão

Já aqui dissertei sobre a emoção de acordar a meio da noite com um assalto no bairro. Nunca imaginei que, semanas depois desse assalto, seria eu a vitima de uma invasão domiciliária. Foi a primeira da minha vida e foi emocionante – além de me proporcionar assunto para espantar qualquer festa. Só tenho de me… Continuar a ler

Vários tipos de vegetação

Qual é melhor forma de tentar esconder droga da polícia? Um tipo usou uma embalagem de molho de saladas onde escreveu à mão numa etiqueta: “Isto não é erva”.  Não tenho nada contra as pessoas que fumam isto, mas talvez esta etiqueta seja a prova de que quando fumada em excesso talvez isto comece a… Continuar a ler

Aumentando e diminuindo

Histórias fascinantes de pessoas que querem aumentar os seios com pomadas (atenção que não é qualquer uma, é a versão 2.0) e de um casal de médicos de bumbum preso depois de deformarem as nádegas de uma stripper. Tudo acontece na rubrica O Homem que mordeu o cão!