Coisas dos 45 anos

Talvez seja uma coisa dos (quase) 45 anos. Mas ando com uma sede tremenda de fazer coisas diferentes e por vezes absolutamente bizarras no meu trabalho. Digo que é da idade – com tudo o que isso implica de receios de perda de graça, de imaginação, de relevância – mas provavelmente terá a ver também com… Continuar a ler

Uma Nêspera no Cu: o Regresso

O público pediu, porque o público é seriamente perturbado. E nós, pressionados, fizemos. Hoje, o Bruno Nogueira, o Filipe Melo e eu iniciamos a odisseia que é a segunda temporada da websérie-podcast Uma Nêspera no Cu. E, evidentemente, na boa tradição de clássicos como Exterminador Implacável II ou O Padrinho – Parte II, tínhamos de subir a parada. Vai… Continuar a ler

O acordar do monstro adormecido

Olá, compinchas! Sim, admito: sou um bloguista desnaturado. Mas talvez quem viva de escrever todos os dias perceba o quanto um blog é uma ideia melhor em teoria do que na prática, para quem escreve por profissão quotidiana. Eu estou sempre a escrever – escrevo duas edições diárias d’ O Homem Que Mordeu o Cão, para… Continuar a ler

500.000 e uma nêspera

Raparigas e rapazes, muito obrigado pelo insano número de visitas que este estaminé anda a ter. Em apenas uma semana de vida, 500.000 visualizações de páginas da Cave é obra – e é também a prova em como, apesar das redes sociais andarem a dar cabo dos hábitos de leitura das pessoas (no que toca a… Continuar a ler